We’re come back!!!!!!!!!!!!!

Olá pessoal!!! Tenho o orgulho de dizer que voltamos às atividades (meio que esporádica)!

Espero poder mandar bastante material para vocês daqui em diante!!!

Abraços e té depois!

 

+5 imagens para seu RPG

Sistemas Caseiros – Vale a pena?

Olá pessoal, hoje venho abordar um tema que convém a muitos mestres indecisos ou preocupados com sua mesa de jogo, os Sistemas Caseiros.

A grande maioria dos narradores já criou um sistema para uma aventura ou modificou um para que fique mais de acordo com seu grupo de jogo. Mas será que isso lhe deixou aliviado? Lhe deixou satisfeito? Ou simplesmente lhe deu mais dor de cabeça e você teve que rever um monte de coisas, quase que deixando o importante de lado, que é a aventura em sí, a diversão dos jogadores e (por que não) a sua?

Uma coisa que aprendi nos últimos meses foi que um sistema caseiro só atrapalhou minha campanha, pq eu sempre acabei dando upgrades, trocando fichas, preparando tudo novamente e o pior… explicando as regras aos jogadores…

Então acabei levantando uma opinião: sistemas caseiros são ótimos, mas só se você levar sua idéia inicial, ou seja, o que todos jogaram na primeira aventura, até o final, dando merda ou não.

Em minha campanha que comecei ano passado (ela ainda não acabou) eu mudei varias vezes, cada vez achando que ia ficar melhor, e melhor e em vez disso acabei por perder algumas noites de sono pensando no sistema em vez de pensar nas aventuras, itens, e tal.

O pior vinha quando eu tinha que passar as fichas para o novo modo. La vai mudar poderes, ítens mágicos, e tudo mais. Aí eu percebi que se eu tivesse comprado os livros da 4E e explicado todo o sistema para eles, eu teria bem menos trabalho ¬¬ .

Então vai uma dica à todos os DMs: se forem mestrar com sistema próprio, sigam até o final e seja o que deus quiser.

OBS: eu sei que se ninguém criasse sistemas caseiros, ótimas publicações como OLD Dragon, Might Blade e outros não teriam existido… bem como o próprio D&D.

Obrigado a todos e espero para ver a opinião de vocês.

3D&T: Batalhas aéreas em poucas regras

Bem, não é de hoje que a maioria dos mestres odeia ter que calcular os detalhes de uma batalha aérea. Então, para resumir o inconveniente e ajudar em suas guerras com dragões e tal, dividimos os bônus de batalha em 5 categorias, cada montaria com seus bônus e poderes. Vamos a explicação e alguns exemplos:

Os Bônus

  • Ataque: um bônus para a FA do cavaleiro.
  • Defesa: um bônus para a FD do cavaleiro.
  • Agilidade: bônus para testes de esquiva, velocidade e manobra da montaria. Soma-se à Habilidade do Cavaleiro na momento do teste.
  • Vida e Magia: mesmo sistema de personagens, porém, um ataque que acertar a montaria com o cavaleiro, terá seu dano dividido entre os dois (como a vantagem parceiro).
  • Poderes: são habilidades especiais que a criatura tem.

Grifo de Batalha

Ataque +3, Defesa+4, Agilidade+5

Vida: 15

Magia: 5

Dragon Rider

Ataque +9, Defesa +7, Agilidade +4

Vida: 58

Magia: 35

Sopro: por 8MP o dragão pode soltar uma baforada de fogo com FA igual 8d de dano.

É isso aí pessoal, vou indo lá que tenho que trabalhar. T+

3D&T+D&D4… como seria?

Bem galera, estava aqui sem fazer nada e resolvi então ocupar-me com uma coisa que estava rondando minha cabeça: como seria um 3D&T com alguns toques de D&D 4ª edição.

Então resolvi fazer um personagem para ver se alguém gosta da coisa:

10 imagens para você inspirar sua campanha

Demônios: 5 imagens para sua campanha

Previous Older Entries